Voltar à página anterior

Corpo de Deus

Ponte de Lima 41º 46’ 7,7” N | 8º 35’ 3,4” W
Ponte de Lima

A tradição dos tapetes do Corpo de Deus surge no início do século XVIII em detrimento de danças, bailes, invenções e andores de modo a restringir a procissão à componente religiosa. Em Ponte de Lima não sendo possível datar com precisão o início da tradição, sabe-se que incumbia às regateiras do peixe e sardinhas a obrigação de limpar e enramar a respetivas praças.

Para a elaboração dos tapetes são utilizados vários moldes que dão forma e cor aos desenhos enchidos de serrim, flores e ramos de arbustos transformando as ruas em verdadeiras obras de arte que deslumbram os olhares dos visitantes. Após alguns anos de interrupção a procissão voltou a sair às ruas de Ponte de Lima em 1962, por iniciativa de D. Carlos Pinheiro e tem se mantido viva até então.



Descrição
A tradição dos tapetes do Corpo de Deus surge no início do século XVIII em detrimento de danças, bailes, invenções e andores de modo a restringir a procissão à componente religiosa. Em Ponte de Lima não sendo possível datar com precisão o início da tradição, sabe-se que incumbia às regateiras do peixe e sardinhas a obrigação de limpar e enramar a respetivas praças.

Para a elaboração dos tapetes são utilizados vários moldes que dão forma e cor aos desenhos enchidos de serrim, flores e ramos de arbustos transformando as ruas em verdadeiras obras de arte que deslumbram os olhares dos visitantes. Após alguns anos de interrupção a procissão voltou a sair às ruas de Ponte de Lima em 1962, por iniciativa de D. Carlos Pinheiro e tem se mantido viva até então.

Veja também

Visite Ponte de Lima
Visite Ponte de Lima
© 2017
PortoNorte